DESENVOLVIMENTO DE CULTIVARES DE GOIABEIRA INOCULADAS COM MELOIDOGYNE ENTEROLOBII

  • Kerly Cristina Pereira Universidade Estadual Paulista (UNESP), câmpus de Jaboticabal, Departamento de Fitossanidade, Laboratório de Nematologia, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n, Jaboticabal/SP, 14884-900, Brasil
  • Pedro Luis Martins Soares Universidade Estadual Paulista (UNESP), câmpus de Jaboticabal, Departamento de Fitossanidade, Laboratório de Nematologia, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n, Jaboticabal/SP, 14884-900, Brasil
  • Jaime Maia dos Santos Universidade Estadual Paulista (UNESP), câmpus de Jaboticabal, Departamento de Fitossanidade, Laboratório de Nematologia, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n, Jaboticabal/SP, 14884-900, Brasil
  • Elder Simoes de Paula Batista Universidade Estadual Paulista (UNESP), câmpus de Jaboticabal, Departamento de Fitossanidade, Laboratório de Nematologia, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n, Jaboticabal/SP, 14884-900, Brasil
  • Walter Maldonado Junior Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Jaboticabal, Departamento de Ciências Exatas, Jaboticabal, SP, Brasil
Keywords: Goiaba, Myrtaceae, nematoide-das-galhas, Psidium guajava

Abstract

A goiabeira (Psidium guajava L.) é altamente suscetível a Meloidogyne enterolobii, que causa perdas significativas e inviabiliza pomares, levando os produtores a cultivarem as áreas com outras culturas menos rentáveis e de maior exigência tecnológica. O objetivo deste estudo foi avaliar, sob condições experimentais de casa de vegetação, o desenvolvimento das goiabeiras ‘Paluma’, ‘Pedro Sato’, ‘Século XXI’, e ‘Tailandesa’ quando inoculadas com M. enterolobii. Além disso, plantas inoculadas foram comparadas com não inoculadas. As avaliações de altura, diâmetro do caule, massa fresca da parte aérea, massa fresca das raízes, população do nematoide nas raízes, bem como do aspecto visual, foram realizadas aos seis meses após a inoculação. As cultivares testadas hospedaram e multiplicaram M. enterolobii. Na cultivar ‘Tailandesa’ houve menor multiplicação do nematoide em relação às demais, além de apresentar melhor desenvolvimento de altura, maiores massas frescas de parte aérea e de raízes e melhor aspecto visual.

Published
2016-07-07
Section
Articles