RESISTÊNCIA DE PROGÊNIES DE COFFEA ARABICA EM ÁREA INFESTADA POR MELOIDOGYNE EXIGUA [RESISTANCE OF COFFEA ARABICA PROGENIES IN FIELD CONDITIONS INFESTED BY MELOIDOGYNE EXIGUA.]

  • R. M. Rezende Universidade Federal de Lavras (UFLA); Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
  • S. M. L. Salgado Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
  • J. C. Renzende Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
  • G. R. Carvalho Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
  • A. A. Pereira Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
  • R. R. Lima Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
  • A. D. Ferreira Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Av. Rádio Maia, 830, 79106-550, Campo Grande, MS
Keywords: cafeeiro, controle, Híbrido de Timor, nematoide das galhas

Abstract

O estudo do comportamento de progênies de cafeeiro para resistência a Meloidogyne exigua, em condições decampo, é essencial nos programas de melhoramento genético do cafeeiro. Objetivando caracterizar e selecionarmateriais genéticos com alta produtividade e resistência ao nematoide das galhas, foi avaliado o comportamentode progênies oriundas do cruzamento de Híbrido de Timor com Catuaí, em área cafeeira infestada por M. exigua.Vinte e três progênies oriundas do cruzamento de Híbrido de Timor com Catuaí e sete cultivares comerciaiscomo testemunhas foram avaliadas em delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições, totalizando120 parcelas, sendo cada parcela constituída por oito plantas. Foram avaliadas a produtividade em sacas de cafébeneficiado. ha-1 nas safras 2010/2011 e 2011/2012 e características nematológicas referentes ao comportamentogenético dos cafeeiros ao M. exigua como número de ovos.g-1 de raiz (NOGR) e número de galhas (NG) em 15 gde raiz, na estação chuvosa (janeiro) e seca (julho) de 2011. Por meio da análise de correlação de Pearson entreas variáveis verificou-se que o parasitismo de M. exigua nas raízes dos cafeeiros interferiu negativamente naprodutividade e existe correlação positiva de alta magnitude entre NG e NOGR. Quanto à reação ao M. exigua,as progênies 436-1-4-C26, 514-7-14-C73, 514-7-4-C130, 493-1-2-C134, 514-7-16-C208, 493-1-2-C218 e 514-5-2-C494 foram selecionadas como resistentes em condições de campo.

Author Biographies

R. M. Rezende, Universidade Federal de Lavras (UFLA); Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
Departamento de Agricultura (DAG)
S. M. L. Salgado, Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
Empresa de Pesquisa Agropecuária deMinas Gerais (EPAMIG)
J. C. Renzende, Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
Empresa de Pesquisa Agropecuária deMinas Gerais (EPAMIG)
G. R. Carvalho, Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
Empresa de Pesquisa Agropecuária deMinas Gerais (EPAMIG)
A. A. Pereira, Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
Empresa de Pesquisa Agropecuária deMinas Gerais (EPAMIG)
R. R. Lima, Unidade Regional do Sul de Minas (URESM), Cx. Postal 176, CEP 37200-000, Lavras, MG, Brasil
Departamento de Ciências Exatas (DEX), Universidade Federal de Lavras
Published
2013-12-01
Section
ELECTRONIC ARTICLE/ARTICULO ELECTRONICO