<strong>SELECTION OF MUSA GENOTYPES FOR RESISTANCE TO RADOPHOLUS SIMILIS COBB</strong> [SELEÇÃO DE GENÓTIPOS DE MUSA PARA RESISTÊNCIA A RADOPHOLUS SIMILIS COBB]

  • Jansen Rodrigo Pereira Santos
  • Marcella Alves Teixeira
  • Dilson da Cunha Costa
  • Sebastião de Oliveira Silva
  • Fábio Gelape Faleiro
  • Juvenil Enrique Cares

Abstract

Damage from nematodes are among the main constraints affecting banana plantations. Losses caused by these parasites can reach 100%, when not properly controlled. The use of resistant cultivars to control pests and diseases and adaptation to adverse environmental conditions is an appealing approach as far as profitability and environmental preservation are concerned. The objective of this work was to evaluate banana genotypes for resistance to the burrowing nematode (Radopholus similis) under greenhouse conditions. Diploid (AA), triploid (AAA and AAB) and tetraploid (AAAB) genotypes were inoculated with a suspension of 100 R. similis (juveniles, males and females) from a population isolated in Pernambuco State, Brazil. Genotypes were assessed 120 days after inoculation for the number of nematodes per gram of root, nematodes in roots , nematodes in soil, total numbers of nematodes (roots + soil) and the reproduction factor (Rf). The Rf comparison among genotypes indicated that Borneo, Grande Naine and 1304-06 were susceptible and 4249-05, 0337-02, 0323-03, and 4279-06 were resistant to R. similis. Results also indicated that in the future these potentially resistant genotypes can lead to cultivars resistant to the burrowing nematode.

Os danos causados por fitonematoides estão entre os principais problemas fitossanitários da bananicultura brasileira, sendo que perdas causadas por tais parasitas podem chegar a 100% quando o seu controle não é efetuado corretamente. O uso de cultivares resistentes a pragas, doenças e a condições adversas do ambiente é a estratégia ideal do ponto de vista econômico e de preservação do meio ambiente. O objetivo deste trabalho foi estudar a reação de clones de bananeira em relação ao nematoide cavernícola, Radopholus similis, sob condições de casa de vegetação. As plantas foram inoculadas com uma suspensão de 100 juvenis, machos e fêmeas do nematoide. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com quatro repetições. Os genótipos foram avaliados após 120 dias da inoculação. Foram avaliados número de nematoides por grama de raiz, nematoides na raiz, nematoides no solo, número total de nematoides (solo + raiz) e o fator de reprodução (Rf). Comparando o fator de reprodução entre os genótipos, os clones Borneo, Grande Naine e 1304-06 se comportaram como suscetíveis e os genótipos 4249-05, 0337-02, 0323-03 e 4279-06 como resistentes a essa população de R. similis. Estes genótipos mostraram-se com potencial para serem utilizados em programas de melhoramento visando obter cultivares com resistência ao nematoide cavernícola.
Published
2013-06-01
Section
ELECTRONIC ARTICLE/ARTICULO ELECTRONICO