VARIABILIDADE ESPAÇO-TEMPORAL DE MELOIDOGYNE E PRATYLENCHUS EM ÁREAS DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB MANEJO DE IRRIGAÇÃO

  • F. J. C. Souza Junior
  • E. M. R. Pedrosa
  • A. A. A. Montenegro
  • S. R. V. L. Maranhão
  • T. F. S. Vicente

Abstract

Embora pesquisas recentes tenham examinado a micro distribuição de nematoides e de fatores ambientais envolvidos, poucos estudos analisaram a distribuição espacial de espécies de nematoides economicamente importantes usando técnicas geoestatísticas em cultivo irrigado de cana-de-açúcar. O presente estudo teve como objetivo investigar a magnitude da dependência espacial de Pratylenchus e Meloidogyne no solo em plantio de cana-de-açúcar em áreas irrigadas e não irrigadas, em períodos distintos, usando geoestatística. O estudo foi realizado no município de Timbaúba-PE entre setembro de 2014 e novembro de 2015. Coletaram-se solo segundo uma malha de 36 pontos georreferenciados, para estimar o grau de dependência espacial entre as populações, utilizando-se a análise geoestatística. Após o ajuste dos variogramas, foi realizado a krigagem e, sequencialmente, o mapa de distribuição espacial de nematoides nas áreas. Verificou-se que a irrigação afeta a distribuição espacial e os comprimentos de correlação dos fitonematoides. Nos endoparasitas do gênero Meloidogyne a irrigação auxilia na agregação, enquanto que nos endoparasitas do gênero Pratylenchus atua permitindo sua dispersão na área ao longo do tempo.

Published
2021-02-05
Section
ELECTRONIC ARTICLE/ARTICULO ELECTRONICO